“Dedé do Jorro”, um criminoso de extrema periculosidade que agiu por 25 anos na região, morre em confronto com a polícia sergipana

Um foragido da Justiça com longa ficha criminal e considerado de extrema periculosidade morreu em confronto com a Polícia no instante em que se buscava o cumprimento de mandados de prisão expedidos pela Justiça, Comarcas de Cícero Dantas, Euclides da Cunha, Paripiranga, Quijingue e Tucano, Bahia.

O alvo era o nacional de iniciais J. O. da S, vulgo “Dedé do Jorro”, que tinha contra si mandados e prisão preventiva e decisões condenatórias pelos crimes de homicídio, roubo qualificado, latrocínio e tentativa de homicídio, preso por volta das 5h40 deste sábado (22), no centro da cidade de Carira, estado de Sergipe, onde morava utilizando-se de documentos falsos. Ele era considerado foragido da cadeia pública de Areia Branca, estado de Sergipe.

De acordo com a Polícia Civil da Bahia, diante das informações angariadas, e troca de informações de inteligência entre a Polícia Civil – Serviço de Inteligência (SI) da 1ª Delegacia Territorial (DT) de Euclides da Cunha – e a Polícia Militar de Sergipe – através da CIOPAC. As equipes da CIOPAC diligenciaram e, ao se identificarem no portão de entrada da residência onde o foragido estava, não foi atendido o pedido policial para abertura do portão de entrada, ao contrário disso, o alvo reagiu, efetuando disparos de arma de fogo contra a equipe policial, utilizando um revólver calibre .38 – confirmada com a apreensão.

Diante do ataque e iminente risco a vida dos policiais, foi necessária a ação revide, tendo o suspeito sido alvejado e conduzido para o hospital do referido município, sendo constatado o óbito pelo médico plantonista.

No interior do imóvel do suspeito foram apreendidos um revólver Rossi calibre .38 com 11 projéteis, sendo 02 deflagradas e 09 intactas, além de uma balaclava de cor preta, dois coldres de revólveres e mais 3 armas de fogo encontradas embaixo da cama do suspeito, sendo uma garrucha e duas espingardas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *