Covid-19: Ribeira do Pombal entra em lockdown após atingir 3 mil casos confirmados

Mesmo com a vacinação contra a Covid-19 em andamento, o município de Ribeira do Pombal segue com números expressivos da pandemia do novo coronavírus. Nesta última sexta-feira (14), Ribeira do Pombal atingiu a marca de 3 mil casos confirmados e adotou o “lockdown” como medida para frear o avanço do contágio.

A maior velocidade da expansão na contaminação está acontecendo em 2021. O município atingiu 1 mil casos em novembro de 2020, 7 meses após o registro do primeiro caso. Passados 4 meses, mais 1 mil contaminações foram registradas. Agora, menos de 2 meses após os dois mil casos, Ribeira do Pombal atinge a barreira dos 3 mil casos.

O lockdown em Ribeira do Pombal foi determinado por Decreto Executivo, iniciado às 20h desta última sexta-feira (14) e deve durar até a próxima quinta-feira, às 5h. De acordo com a publicação, apenas as seguintes atividades essenciais podem funcionar: clínicas, serviços médicos, odontológicos e veterinários, farmácias e drogarias, lojas agropecuárias (apenas medicamentos e rações), supermercados, padarias e açougues, postos de combustíveis, borracharias e funerárias.

O fechamento do comércio (lockdown) é a medida mais extrema que um gestor público adota como justificativa para tentar controlar o avanço da contaminação desde o início dessa pandemia. O método é adotado quando outras medidas preventivas não estão sendo suficientes – isso não quer dizer que as medidas foram bem implementadas/cumpridas pela população.

Ribeira do Pombal é um dos onze municípios com dados da evolução dessa pandemia analisados pelo site euclidesdacunha.com. Os demais são: Banzaê, Canudos, Cícero Dantas, Euclides da Cunha, Jeremoabo, Monte Santo, Novo Triunfo, Quijingue, Tucano e Uauá.

Além do alto índice de contaminações, Ribeira do Pombal tem a maior quantidade de óbitos da região, em números absolutos. No boletim mais recente (14/05), contam os seguintes dados: 3.119 casos confirmados, 2.779 pacientes recuperados, além das 46 mortes, restando, assim, 294 casos ativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *