Buracos no Terminal Rodoviário são armadilhas para usuários e transeuntes

Fotos: José Dilson Pinheiro - euclidesdacunha.com

Alertado por transeuntes e usuários do Terminal Rodoviário de Euclides da Cunha, que reclamavam sobre a existência de buracos sem tampa, que provavelmente fazem parte do sistema de escoamento de água pluvial na área do TR, a equipe de reportagem do Site euclidesdacunha.com foi até o local e constatou a veracidade da informação. Uma dessas caixas de cimento, que fica próxima às plataformas de embarque, se apresentava com uma tampa improvisada com pedra de meio-fio que não tampa totalmente a boca e deixa brechas laterais que podem causar incidente com consequências, como quebrar o pé, tornozelo, até mesmo a perna, escoriações, etc. 

 
No canteiro situado na entrada principal do TR, em um dos dois buracos existentes e também sem tampa de concreto, já foram registrados casos de pessoas que se acidentaram e foram socorridas por mototaxistas que ficam à sombra de árvores existentes no local, principalmente no período da tarde, para se abrigarem do sol escaldante. Neste canteiro, mototaxistas improvisaram tampas de concentrado de compensado para evitar que mais pessoas fossem vítimas das verdadeiras ciladas criadas pelos buracos.
Responsável pela administração de terminais rodoviários, a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia - Agerba, precisa cuidar melhor do TR de Euclides da Cunha, um equipamento que atende a usuários do serviço de transporte intermunicipal e interestadual de passageiros, servido por quatro empresas de ônibus.
 
Usuários também reclamam das condições de higiene no local, principalmente banheiros, segurança, especialmente nos horários noturnos.
O TR foi construído há cerca de três décadas e precisa de melhores cuidados por parte do órgão responsável pela gestão e fiscalização.

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2799