Colisão frontal sem gravidade e veículos destroçados

FOTOS: José Dilson Pinheiro - euclidesdacunha.com
Colisão frontal envolvendo um veículo utilitário Toyota Hilux, placa NVM 4960 - licença de Paripiranga/BA e um automóvel Chevrolet Onix, placa OZJ 7171, licença de Euclides da Cunha BA, colidiram frontalmente, por volta das 16h40, quando trafegavam pela BR 116/Norte (Santos Dumont) no trecho entre o Posto Santa Helena e o IFBA, conhecido como Fazenda Gaspar, local de dezenas de acidentes, inclusive com registro de mortos e feridos.
 
Ao volante da Hilux se encontrava o comerciante de bebidas conhecido como Yolli, que transportava uma senhora conhecida como Sara, além de duas crianças, todas residentes na localidade de Queimada do Raso, meio rural de Euclides da Cunha. Informações obtidas junto a UPA de Euclides da Cunha, para onde foram socorridas as passageiras da Hilux, revelaram que as crianças serão submetidas a exames de Raio X para saber se houve algum tipo de fratura, luxação, contusão, pois aparentemente estão bem, além de a mulher estar sentindo dores no ombro. Os condutores dos veículos não foram atendidos na Unidade de Pronto Atendimento. O condutor do ONIX, uma pessoa conhecida como Léo Jr., retornava do trabalho em uma fábrica de tintas próxima ao IFBA – Instituto Federal da Bahia.
 
Segundo informações obtidas pelo Site euclidesdacunha.com junto a um morador do local, a Hilux tentou uma ultrapassagem perigosa ao sair de repente de trás de uma carreta e colidiu frontalmente com o ONIX que trafegava no sentido contrário, tornando a colisão inevitável. Ainda segundo este morador que não quis se identificar, mas que já presenciou vários acidentes neste trecho, o ONIX rodopiou na pista e parou na contramão, enquanto a picape capotou e voltou à posição normal, com ambos os veículos deixando um rastro de pedaços de lataria, para-choque e acessórios espalhados pela pista, com sérios e consideráveis prejuízo material para seus respectivos proprietários, como mostram as fotografias do repórter José Dilson Pinheiro/Site euclidesdacunha.com.
Uma guarnição da CIPE-Nordeste que passava pelo local adotou providências cabíveis.
 
Mais uma vez, em coberturas de acidentes neste trecho feitas por este repórter, moradores reclamaram da ausência de quebra-molas e/ou controlador eletrônico de velocidade, já que motoristas de automóveis, utilitários, carretas, caminhões e condutores de motocicleta costumam desenvolver velocidade acima do permitido, além de ultrapassagem e manobras de alto risco, razão da existência de dezenas de acidentes ocorridos naquele trecho aparentemente tranquilo. Eles reclamam providências por parte das autoridades e órgãos responsáveis.
 
Independente da declaração do morador que testemunhou o fato, somente a perícia técnica dirá quem de fato provocou a colisão.
 

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2325